Não Se Apega, Não - Resenha

Autora: Isabela Freitas
Nº de páginas: 256
Editora: Intrínseca

Sinopse: Tudo começa com um ponto-final; a decisão de terminar o namoro de dois anos com Gustavo, o namorado dos sonhos de toda garota. As amigas acharam que Isabela tinha enlouquecido, porque, afinal de contas, eles formavam um casal per-fei-to! Mas por trás das aparências existia uma menina infeliz, disposta a assumir as consequências pela decisão de ficar sozinha. Estava na hora de resgatar o amor-próprio, a autoconfiança e entrar em contato com seus próprios desejos. Parece fácil, mas atrapalhada do jeito que é, Isabela precisa primeiro lidar com o assédio de um primo gostosão, com as tentações da balada e, principalmente, entender que o príncipe encantado é artigo em falta no mercado

Isabela de Freitas, a jovem estudante de Direito (Não muito por opção própria), uma moradora de Juiz de Fora - MG que ama os livros e os filmes da Disney, que sonha com o amado e esperado"príncipe encantado" e que mesmo com as decepções e dificuldades ela
continua acreditando que ele existe e não perde seu lado romântico.
Retratando suas experiências com o seu namoro não muito harmonioso com o Gustavo, afinal não se pode viver de aparências para sempre e as vezes o casal perfeito não é tão perfeito e feliz como pensamos.
A decisão de termino do namoro é umas das decisões de desapego que Isabela tem que fazer, afinal já chega de empurrar com s barriga aquilo que não lhe faz bem. 
A partir daí a Isabela namoradeira tem que aprender a conviver consigo mesma,  se amar e se encontrar nessa confusão.

Com a sua não muito Best Marina, que fura os seus olhos, a sua antiga paixão de adolescência aquele primo gostosão que só quer lhe usar, o seu Crush favorito de Tiago que se mostra um fofo, mas não é.

Ainda bem que ela tem seus amigos de verdade ao seu lado, para lhe ajudar nessa confusão. Pedro aquele seu amigo louco, que lhe conhece melhor que si mesma, um canalha com as outras garotas, mas aquele amigo muito fofo com você. E a Amanda aquela sua amiga mega inteligente, a voz da razão na sua vida.
Contando suas experiências de uma forma engraçada e única, Isabela conta suas experiências e decepções (Muitas decepções por sinal), mostrando que devemos nos aceitar como somos e que só podemos amar alguém, quando aprendemos a amar a nós mesmo primeiro.
Que as decepções sempre vão existir e que elas são necessárias para nosso aprendizado, que todos que passam na nossa vida sempre acrescenta coisas boas na nossa vida, mesmo que nos tenta feito sofrer.
Insistir com aquilo que nos faz mal é tolice, que devemos deixar ir embora aquilo que não nos acrescenta em nada. Mas não deixando de acreditar e ter esperança que o seu final feliz vai chegar, é só não se apressar.

Nenhum comentário