O Príncipe Corvo (Trilogia dos Príncipes #1) - Resenha

O príncipe corvo é o primeiro livro da trilogia dos Príncipes. Foram escritos pela autora Elisabeth Hoyt, seguido por O príncipe Leopardo e O príncipe Serpente .

Anna Weren, é viúva e desde que perdeu seu marido ficou responsável pelo sustento da família, com as dificuldades e o dinheiro ficando escasso foi obrigada a ter que procurar um emprego para conseguir sobreviver.

A narrativa do livro é em terceira pessoa, variando entre os personagens principais também, mesclando assim, muita diversão, ironia, paixão e com o desenrolar dos fatos vai nos prendendo. A leitura flui de forma natural, sem ser cansativa.

Tendo também no começo de cada capitulo do livro, uma fábula... contando um trecho sobre o livro o príncipe corvo, que torna ainda mais interessante cada término e começo de um novo capitulo.

A protagonista Anna é uma mulher forte, de temperamento difícil e decidido, sempre questionando as coisas e nunca aceitando a diferença que a sociedade impõe entre homens e mulheres.

Já o Edward de Raaf, o conde de Swartingham é um personagem mal humorado, conhecido por todos por ser desagradável tanto em humor, quanto fisicamente.

Ao o decorrer dos fatos, Anna conhece mais o conde e assim vai percebendo que ele é um homem solitário, e passa a conhecer seu passado, suas dores. O conde reluta como pode contra o sentimento e não se entrega de inicio, porem como Anna é decidida no que quer, ela vai atrás do seu objetivo. Mesmo que isso seja ir contra toda a sociedade e até mesmo a sua honra.
"Raiva. Anna sentiu raiva. A sociedade poderia não esperar o celibato do conde, mas certamente esperava isso dela. Ele, por ser homem, poderia ir a casas de má reputação e aprontar por toda a noite com criaturas sedutoras e sofisticadas. Enquanto ela, por ser mulher, deveria ser casta (...)”.
Sendo assim, a autora consegue nos levar pelas páginas sempre ansiando por mais, com personagens bem construídos, cenas hots de tirar o folego, acontecimentos bombásticos e assim somos cativados por essa obra.

A Capa é de tirar o folego, a Editora Record caprichou em cada detalhe e eu fiquei maravilhada assim que vi, conforme fui sentindo nos dedos cada detalhe, cada pedaço desenvolvido com tanta perfeição fiquei maravilhada com essa Obra de arte.

Espero que gostem!!! Até a próxima.

Beijos. 

Autora: Elizabeth Hoyt
N° de páginas: 350
Editora: Record

Sinopse: Chega uma hora na vida de uma dama...
Anna Wren está tendo um dia difícil. Depois de quase ser atropelada por um cavaleiro arrogante, ela volta para casa e descobre que as finanças da família, que não iam bem desde a morte do marido, estão em situação difícil.
Em que ela deve fazer o inimaginável...

O conde de Swartingham não sabe o que fazer depois que dois secretários vão embora na calada da noite. Edward de Raaf precisa de alguém que consiga lidar com seu mau humor e comportamento rude.
E encontrar um emprego.


Quando Anna começa a trabalhar para o conde, parece que ambos resolveram seus problemas. Então ela descobre que ele planeja visitar o mais famoso bordel em Londres para atender a suas necessidades “masculinas”. Ora! Anna fica furiosa — e decide satisfazer seus desejos femininos… com o conde como seu desavisado amante.

Nenhum comentário