A Escolha (Irmandade da Adaga Negra #15) - Resenha

Esse livro, foi um dos que eu mais esperei e ansiei pra ler da IAN. Confesso que minhas expectativas eram altas e eu estava realmente aguardando acontecimentos grandiosos.

Me surpreendi positivamente com o livro, Ward consegue dar vida e constância a cada um dos seus personagens, ambos sendo muito bem descritos e detalhados, de uma complexidade incrível.

Eu já havia me apaixonado pelo personagem Xcor nos livros anteriores, e nesse livro, minha paixão só aumentou.

Xcor é um bastardo, rejeitado pelos pais devido a uma deformidade genética, detectada no seu nascimento. Teve uma vida cruel, uma infância difícil, sendo moldado na violência, fome e em meio a grandes atrocidades.

Me surpreendi com a descoberta sobre sua verdadeira linhagem e fiquei sem palavras ao saber quem é o seu pai de sangue.

Com sua vida tão difícil e um passado tão conturbado, descrito e explicado ao decorrer do livro, me vi chorando e totalmente tocada com tudo que ele passou.

Layla, uma escolhida. Com um proposito premeditado desde seu nascimento, tinha a sua vida condenada aquilo que era pra ser o seu Destino.

Porém, após o Primale libertar todas as escolhidas de suas obrigações sagradas e permitir que elas vivam da maneira que quiserem, com seu livre arbítrio no novo mundo. Mostrou se ser uma personagem muito forte, após todos os acontecimentos que testaram sua força e lealdade, com uma determinação incrível vi o amadurecimento dela.

Foi uma das personagens que mais me surpreendeu, pois quando apareceu pela primeira vez nos livros, acreditava que não seria de grande importância.

Nesse livro, muitos acontecimentos foram se desenvolvendo, algumas lacunas foram fechadas e teve o descobrimento da nova VIRGEM ESCRIBA.

Adorei como as peças foram se encaixando, como no final os bastardos foram de grande ajuda e tiveram grande significado.

Tive um relacionamento de amor e ódio com o personagem Quinn, e com o decorrer dos acontecimentos me surpreendi de forma muito positiva no final.

Wrath, mostrando que realmente merece a coroa e o titule de REI, com sua sabedoria e discernimento para governar.

Trez, (um sombra), aparece muito nesse livro e fiquei realmente curiosa pra saber como serão os próximos acontecimentos e o que o futuro tem reservado para ele.

Tohrment, apareceu bastante também nesse livro e fiquei feliz com o desfecho que teve.

Vishous, apareceu vivendo um grande dilema e fiquei muito ansiosa pra saber o que irá acontecer em relação a tudo que ele está passando e sentindo.

Finalizei o livro cheia de expectativas pelos próximos, após ter chorado e me emocionado muito, fiquei feliz e achei que tudo foi bem desenvolvido.


Ward realmente me deixou de queixo caído com tudo que foi descrito e aconteceu nesse livro.

A diagramação do livro, com as páginas amareladas facilita a leitura e a capa é linda.

Autora: J.R. Ward
Nº de Páginas: 528
Editora: Universo dos livros

Sinopse:


Emocione-se e se surpreenda com a tão aguardada sequência da série best-seller Irmandade da Adaga Negra, da autora best-seller do The New York Times, J. R. Ward! Xcor, líder do Bando de Bastardos e acusado de traição contra o Rei Cego, enfrentará um interrogatório brutal e um destino tortuoso nas mãos da Irmandade da Adaga Negra. Todavia, depois de uma vida marcada pela crueldade e por decisões infelizes, ele aceita seu destino de soldado, sendo que seu único lamento é a perda da fêmea sagrada que nunca foi sua: a Escolhida Layla. Somente Layla conhece a verdade capaz de salvar a vida de Xcor. Mas revelar seu sacrifício e sua herança secreta exporá a ambos e destruirá tudo o que Layla mais ama – até mesmo o papel de genitora de seus filhos preciosos. Dividida entre o amor e a lealdade, ela precisará criar coragem para enfrentar sua única família, a fim de defender o macho que amará para sempre. Além disso, mesmo se Xcor recebesse o perdão de alguma maneira, ele e Layla teriam de enfrentar um desafio ainda maior: criar uma ponte sobre a fenda que afasta seus mundos sem sedimentar o caminho para uma guerra de proporções ainda mais devastadoras, incorrendo em desolação e morte. Além disso, quando um velho e perigoso inimigo retorna a Caldwell, e a identidade de uma nova divindade é revelada, nada é certo ou garantido no mundo da Irmandade da Adaga Negra, nem mesmo o amor verdadeiro… Elogios à serie Irmandade da Adaga Negra “Completamente envolvente e deliciosamente erótico.” – Angela Knight, autora de Shifter, best-seller do The New York Times “De morrer… Amo esta série!” – Suzanne Brockmann, autora de Trouble shooters, série best-seller do The New York Times Sobre a autora: J. R. Ward mora no sul dos Estados Unidos com o marido, um grande leitor que a apoia em todas as situações, e seu amado golden retriever. A escritora é formada em Direito e, no início da carreira, trabalhou na área hospitalar, em Boston, passando anos no cargo de diretora-geral de um dos principais centros médicos acadêmicos do país. Ward já publicou dezenas de romances, que lhe renderam mais 15 milhões de exemplares vendidos em mais de 25 países. Sempre foi apaixonada por escrever e, para ela, passar o dia todo com seu computador,seu cachorro e sua xícara de café correspondem ao conceito de Paraíso.

Nenhum comentário